Eles vivem em nichos, tal como muita gente já o faz em pontos do globo e, num futuro próximo, viveremos todos entrincheirados, num canto qualquer, definhando.

 

 

Uma beleza junto à Av. Lusíada, comendo e tendo nos intervalos uns dedos de conversa com o seu amigo Ventor

Eu sou um guarda-rios comum (alcedo atthis) e azul, tal como o Ventor gosta. Caminharei por aqui, neste Planeta Azul e, na companhia do Ventor, se nos deixarem

publicado por Ventor às 17:37