As flores cansam de tanto sol e sufocam, mas algumas sobrevivem na aparência, como as deste pessegueirinho que num quintal da cidade, embora regado, vê passar sobre ele as nuvens do desespero transportadas pelos poluentes que nós, homens, teimamos em não ligar!

 Mar,11 053.jpg

 

Una flor de pessegueiro a dizer: "olá"!

Eu sou um guarda-rios comum (alcedo atthis) e azul, tal como o Ventor gosta. Caminharei por aqui, neste Planeta Azul e, na companhia do Ventor, se nos deixarem

tags:
publicado por Ventor às 11:04