Foi uma bela caminhada pelos escadórios da Senhora da Peneda.

 

 
Eu sou um sáurio amigo do Ventor. O  Ventor chamou-me Trivolta, porque eu dei três voltas para lhe fugir pensando que era outro mas, depois de o fixar nos olhos, vi logo que só podia ser o Ventor e desisti. Estou aqui a ver passar os visitantes, velhos ou futuros romeiros que gostam da Senhora da Peneda.
Para aqueles que não conhecem, vivo nos escadórios da Peneda, na serra do mesmo nome, pertenço a Arcos de Valdevez, Viana do Castelo e, claro, em Portugal. Sou português como o Ventor
 
Pertenço a uma das mais de 5.000 espécies de lagartos existentes neste Planeta Azul que se espalham por todos os continentes menos pela Antárctida. Para animar aqueles que não gostam ou receiam as várias espécies de lagartos, informo-vos que apenas duas espécies, o monstro de gila e o lagarto de contas, o primeiro é do Sul dos Estados Unidos e o segundo é da América Central, são venenosos. Nós damos uma boa ajuda aos humanos porque nos alimentamos de insectos e de ratos. Por isso o Ventor é nosso amigo  e adora observar-nos pelas encostas das suas Montanhas Lindas.
 
 
Foto pública, do lagarto, monstro de gila, tirada da Wikipédia
 
 
Foto do lagarto de contas, tirada da Wikipédia publicada sobre a licença http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.pt
 
No entanto, não esqueçam que, mesmo os lagartos venenosos, têm direito a viver, tal como nós, neste nosso belo Planeta Azul. Eles também têm a sua função determinada pelo Senhor da Esfera. 
 

Pode ver, o album, aqui, no Shutterfly

 

Abra o Shutterfly, clique em slideshow e, se quiser ver no êcran inteiro, clique, no êcran, em cima, à direita, em Full Screen.

 

Assim, pode ver as fotos que o Ventor tirou descendo e subindo, nos trilhos que os romeiros iriam caminhar, na próxima romaria, de 1 a 8 de Setembro. Mas, como podemos ver, o Ventor nunca está só!

Ele caminha pela mão da Senhora da Peneda, Nossa Senhora das Neves, em pleno verão e, sempre observados pelos velhos amigos de outrora. Cobras, lagartos, lagartixas, borboletas, abelhas, moscardos e tantos outros que fizeram deste belo vale e suas montanhas, o seu paraíso, não deixando de ser Belezas do Ventor, neste Planeta Azul.

Eu sou um guarda-rios comum (alcedo atthis) e azul, tal como o Ventor gosta. Caminharei por aqui, neste Planeta Azul e, na companhia do Ventor, se nos deixarem

tags:
publicado por Ventor às 19:09